Com a presença de Acelino Popó Freitas o conjunto penal de Lauro de Freitas inicia projeto “REESCREVENDO MINHA HISTÓRIA”

Atividades Ressocializadoras

Nesta terça-feira, o Tetra Campeão Mundial de Boxe, Acelino Popó Freitas, palestrou aos reeducandos do Conjunto Penal de Lauro de Freitas (CPLF), de forma motivacional, objetivando conscientizar que é possível reconstruir suas vidas mesmo na prisão.

Na oportunidade, relembrando o início da carreira, repleto de dificuldades, o encontro resultou em lágrimas de emoção. Segundo Popó,  o objetivo é tentar resgatar a autoestima desses detentos e orientá-los de que podem, sim, mudar o rumo de suas vidas e, assim, escolher o caminho certo para um futuro diferente. Porém, para que isso aconteça, é necessário que façam novas escolhas.

A palestra faz parte do projeto pioneiro de ressocialização “Reescrevendo minha História”, que visa proporcionar reflexões e questionamentos sobre o resgate da autoestima e a construção de uma nova história de vida através de encontros, palestras, apresentações artísticas e discussões que serão realizadas na unidade ao longo de todo o ano.

A jornalista Jéssica Senra, que participou da palestra, comentou: “É perceptível nesta unidade o tratamento humanizado e digno que é proporcionado. Foi um grande evento. Na sociedade em que vivemos, cada um que está aqui dentro, precisa querer e acreditar na mudança, porque as ferramentas estão sendo dentro desta realidade oferecidas, para que eles obtenham o respeito lá fora. Recomecem e possam mudar o rumo de suas vidas para melhor após cumprirem a pena”.

Para os reeducandos, a palestra foi um momento de reflexão, acreditar que a reincidência no crime não é mais uma opção de vida. "Popó veio do gueto e ter essa tarde especial, ouvir as palavras cheias de verdade de um campeão, me fez acreditar que não quero mais essa vida e pelo menos irei tentar mudar”, destacou o interno H.C.S.

O diretor do CPLF, Archimedes Benicio, destacou a importância da manutenção deste projeto. “Neste projeto, acreditamos que, em cada encontro, teremos uma oportunidade de discutirmos com os internos temas importantes como as drogas, oportunidades perdidas, a educação e a visão de mundo que podem se tornar o meio mais favorável de rever os conflitos advindos de situações do passado e do processo de prisional para que não se tornem reincidentes no crime". 

Também estiveram presentes, Aloisio Boaventura, Diretor Biopsicossocial, representando o Superintendente de Ressocialização SEAP (Sr. Luís Antônio Cerqueira); Felipe Castro, Diretor adjunto do CPLF;  Luís Alberto, Diretor da Colônia Penal Lafaiete Coutinho; Cyro Freitas, Coordenador de inteligência do Conjunto Penal Masculino de Salvador, e os profissionais da equipe biopsicossocial da empresa SOCIALIZA, que operacionaliza em regime de cogestão com o Governo do Estado da Bahia o Conjunto Penal de Lauro de Freitas.